terça-feira, março 08, 2011

I love him.

“Se ainda ama-me? Não sei. Não sei. Quem me dera saber... Só sei, bem sei, e como sei: que ainda o amo. Amo-o com cada parte de meu corpo. Amo-o sem um pingo de lucidez. Amo-o com cada sentimento que me é insensato. Amo-o com os olhos, com os cabelos, com a boca, com o nariz, com a pele, com o coração. Amo-o incontrolavelmente. Amo-o e só por amá-lo, já o amo demais. Amo-o e não sei onde este amor começa, então nunca saberei onde ele termina.
Amo-o, e deixo cada palavra de amor como uma tatuagem em meu corpo. Como um sinal, como um pedido: “volta, porque o amor tatuado em mim – tem teu nome”.

7 comentários:

  1. Gaby,

    como eu entendi perfeitamente este texto... Se o Amor tivesse um nome diferente, seria o Dele...

    Beijo imenso.

    ResponderExcluir
  2. Gabriella gostei muito do texto, identifico-me mesmo.

    *

    ResponderExcluir
  3. Gabriella eu admiro muito o que você escreve, me identifico demais com os seus textos, quando eu leio sinto uma empatia extrema.
    Esse texto é muito perfeito.
    :D:D

    ResponderExcluir
  4. e não há laser que retire amores assim!

    ResponderExcluir
  5. Belo poema de amor! Irresistivel chamamento...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  6. Admitir é perigoso e perturbador..

    beijos meus'

    ResponderExcluir