sábado, dezembro 24, 2011

POR 25 DE DEZEMBRO


Então é Natal... Peru, pisca-pisca, meia na janela, pinheiro enfeitado, presépio, presentes em volta da árvore... Natal. Aquele clima de festa em que todos abrem um sorriso e desejam o melhor natal do mundo ao próximo. Clima em que as pessoas se tornam solidárias e vão às casas das pessoas mais pobres distribuir presentes. Clima em que a família se reúne para ir à missa e, depois, celebram a ceia. Clima de união, perdão, prosperidade. Natal.
Não. Não, meus queridos. O Natal não serve para isso. Isso se deve fazer o ano inteiro: perdoar, sorrir, lembrar do irmão que mora longe, ter palavra amiga, lembrar das pessoas carentes, dos sonhos perdidos, da renovação da alma, da felicidade simples que se encontra no abraço de alguém especial. Isso é coisa que se faz o ano todo, não somente nos dias 24 e 25 de Dezembro.
No Natal nós celebramos o nascimento do homem que deu a vida por nossos pecados. É quando lembramos que não há amor maior do que o amor do Deus que nos deu a vida. É tempo de, bem simples, tempo de semear uma sementinha de esperança em nossos corações.
Natal é esperança. Esperança quer dizer: esperar com confiança, esperar com paciência, esperar com fé. É a época de agradecer tudo o que Ele e as outras pessoas têm feito por nós. Época de rever as nossas ações e pedir, no nascimento de Jesus Cristo, para que nós possamos renascer.
Pois o que foi o nascimento de Jesus Cristo? Foi a esperança de um povo. O homem que chegou com palavras e milagres e transformou vidas. – Natal é a época de acreditar. Fortificar sua fé e reconhecer que somente Deus poderá nos salvar.

Então, hoje, meus queridos. Plante uma sementinha de fé e esperança em seu coração e semeia-a durante todos os dias do próximo ano.
Feliz Natal e Boas Festas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário